Existe tratamento para a rosácea? Entenda!

Pele // 13/09/2017

Dentre as diversas doenças de pele que são comuns, é possível encontrar a rosácea. Os sintomas são fáceis de identificar e é um problema que afeta mais mulheres do que homens.

É importante conhecer ao certo o que é e o que deve ser feito para tratar o problema.

Para entender mais sobre o assunto, prossiga com a leitura do conteúdo!

O que é a rosácea?

Para tirar todas as dúvidas, é primordial entender bem o que é este problema de pele.

A rosácea é um problema de pele que tem um sintoma principal: a vermelhidão. Surge principalmente em áreas como as bochechas, testa, queixo e também no nariz.

Pode surgir entre os 30 e 50 anos e é importante buscar um dermatologista para identificar o problema.

Além disso, pode ser confundida com queimaduras solares no primeiro estágio, mas conforme a doença se agrava, a vermelhidão se torna mais duradoura e distinta de queimaduras solares.

Outra informação importante é que a rosácea pode piorar visivelmente com o passar do tempo, levando a pele a ter mudanças constantes, o que pode afetar o bem-estar e a autoestima do portador.

Tipos de rosácea

A rosácea é um problema de pele que é dividido por categorias, sendo elas:

Rosácea ocular

Como é notável no próprio nome, este é um tipo de rosácea que surge ao redor dos olhos. É estimado que cerca de 20% dos casos podem ser descobertos por um oftalmologista.

É notável a doença por conta de um avermelhado e de uma leve descamação ao redor dos olhos. É um tipo considerado extremamente grave já que pode evoluir para a perda de visão.

Rosácea fimatosa

Este é considerado o tipo menos comum e frequente de rosácea, pode ser considerado um estágio final da doença.

Neste tipo a pele torna-se mais endurecida, avermelhada e com poros dilatados. É um tipo caracterizado pelo aumento e também pela infiltração de áreas como as glândulas sebáceas existentes no nariz.

Rosácea pápulo-pustulosa

No tipo rosácea pápulo-pustulosa é normal a soma de um tom avermelhado em lesões, como se fossem espinhas na pele. Neste tipo, é muito comum que o portador confunda a rosácea com a acne.

Por isso, mesmo que aparente um problema leve de pele é essencial buscar um médico especialista para realizar um diagnóstico exato do problema.

Eritema telangiectasia

Pele com tom avermelhado e com vasos evidentes próximos ao nariz é um sinal do tipo eritema telangiectasia.

Neste tipo o avermelhado pode aumentar com fatores como sol, estresse, calor, prática de atividades físicas e até mesmo o consumo de bebidas alcoólicas. É muito comum que o portador deste tipo de rosácea tenha uma sensação de pele queimando e também é normal o aumento da sensibilidade da pele.

Granulomatosa

Um tipo raro de rosácea é o chamado de granulomatosa. A principal característica deste tipo é o surgimento de alguns nódulos na face. É comum para alguns pacientes, cerca de 15%, o surgimento dos nódulos em outros locais do corpo.

E como surge a doença?

Conhecer as causas é importante já que é um fator que pode determinar um tratamento mais específico.

De modo geral, as causas são consideradas desconhecidas, porém, existem alguns fatores que facilitam o surgimento, como a junção de fatores ambientais e os fatores hereditários.

Alguns destes fatores podem incluir:

  • Uso de alguns medicamentos, incluindo os medicamentos para tratar a pressão arterial;
  • Alimentos quentes;
  • Uso de bebidas alcoólicas frequentemente;
  • Estresse ou raiva excessiva;
  • Exposição frequente ao sol sem protetor solar e/ou itens de proteção;
  • Banhos muito quentes;
  • Uso de corticóides.

Para entender mais e conhecer outros fatores é importante conversar com um dermatologista.

Existem fatores de risco?

Conhecer os fatores de risco é fundamental já que eles podem auxiliar nos cuidados para o surgimento da doença. Alguns deles são:

  • Ter entre 30 e 50 anos de idade;
  • Histórico familiar do problema;
  • Histórico de acne grave.

Possíveis sintomas

Além da vermelhidão comum em todos os tipos, os sintomas incluem:

  • Protuberâncias no rosto, semelhantes a acne;
  • Secura ocular;
  • Pálpebras avermelhadas, com irritação e inchaço;
  • Raramente a rosácea pode engrossar a pele do nariz, mas não é em todos os casos.

Vale ressaltar que os sintomas podem variar de pessoa para pessoa.

E o tratamento, como é feito?

A pergunta inicial é: existe tratamento para a rosácea? Existe sim. Mas a cura para a doença não existe. O tratamento facilita o portador viver com a doença sem problemas maiores e sem abalo na autoestima.

O tratamento consiste em controlar os sintomas e evitar que a doença agrave. Só um médico é capaz de diagnosticar e tratar o problema.
Evite procedimentos caseiros e receitas de internet, muitas recomendações podem agravar ainda mais o caso.

Para entender mais sobre a rosácea e os tratamentos da Golden Skin, agende sua avaliação gratuita. Conte conosco!

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

agende sua consulta

Inscreva-se para reservar um horário

Golden Clinic

SOBRE A GOLDEN CLINIC

Somos uma clínica especializada em dermatologia, laser, longevidade, nutrologia e medicina esportiva. Unimos tecnologia, bom atendimento e qualidade técnica.

ENTRE EM CONTATO

(61) 3242-0122 (61) 3522-9919

SEPS 709/909 Bloco B Sala T10 - Centro

Médico Júlio Adnet - Asa Sul - Brasília, DF

Golden Clinic -- 2017 © Copyright | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por BSB Connect

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?